domingo, 26 de outubro de 2014

Após o Aécio se estrepar é fraude?



Estamos no Brasil e aqui o discurso liberal em economia enfraquece politicamente o seu autor. Não adianta dizer que o mercado é uma maravilha, que os problemas serão resolvidos pelos investidores, muito menos enfiar um especulador gaiato debaixo do braço como se fosse um compromisso com a modernização e o futuro.

Após a derrota não adianta chorar fraude quando o resultado não confirma a sua visão do mundo. Aconteceu porque você desconhece a sociedade onde vive. Parentes, amigos e vizinhos não são a totalidade dos votantes. A ignorância alimentando a incompetência é receita certa para o fracasso. O resultado depende de prévia combinação com a maioria dos eleitores! Enquanto o candidato não esquerdista, o que não é o caso do Aécio, não fizer isto não terá sucesso.

O discurso direcionado às classe alta e média tradicional, como se existisse o voto censitário, é coisa de quem ainda acredita nos formadores de opinião. Aqueles que por seus supostos níveis elevados induziriam os pobres que estão ao seu redor.

O único debate de idéias que pode se eleitoralmente válido é o dos valores culturais e morais. O econômico já foi decidido nos anos Vargas.