terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Hora de contra-atacar os nazistas do aquecimento global

Do blog do Dr. Roy Spencer



"Sim, alguém me provocou.

Quando políticos e cientistas começaram a chamar as pessoas como eu de "negadores" eles cruzaram a linha. Ainda estão fazendo isso.

Eles indiretamente equipararam a visão dos céticos que não consideram tudo culpa do homem, ou que o aquecimento global não é um problema grave, com os que dizem que o extermínio de milhões de judeus pelos nazistas nunca ocorreu.

Muitos de nós ignoramos por um longo tempo a repulsiva natureza extremista da comparação. É hora de devolver.

Agora vou começar a chamar essas pessoas de nazistas do aquecimento global.

As divagações pseudocientíficas dos seus líderes têm advertido sobre fome em massa, colapso ecológico e agrícola, superpopulação... tudo para que as massas apoiem suas políticas radicais. Políticas que jamais seriam apoiadas por uma maioria que ama a liberdade. 

Eles são tão culpados quanto as pessoas que gritam FOGO em um cinema e não existe incêndio. Com isso eles ameaçam a vida de milhões de pessoas.

Como os nazistas eles defendem a autoridade suprema do Estado (fascismo), que por sua fez apoia essa investigação científica em benefício próprio (na década de 1930 era a superioridade da raça branca).

Dissidentes visões científicas estão sendo boicotadas pelas pressões que eles fazem sobre as revistas científicas para impedir a publicação dos trabalhos com os quais não concordam, até mesmo obtendo a submissão dos editores.

Como os nazistas eles são anticapitalistas. Eles estão dispostos a sacrificar milhões de pessoas no altar do ambientalismo radical. Defendem políticas energéticas caras que aumentam a pobreza e se existe uma ameaça demonstrável contra a humanidade é a pobreza.

Eu não estou falando sobre aqueles que pensam que deveríamos estar trabalhando para conseguirmos novas fontes de energia para, eventualmente, eliminar a nossa dependência dos combustíveis fósseis. Também acredito nisto, afinal os combustíveis fósseis são recursos finitos.

Estou falando sobre os extremistas. Aqueles que têm a certeza que são os únicos que estão certos e empenhados em impor os seus pontos de vistas sobre todos ou outros. Infelizmente são esses, os extremistas, os que você ouve através da mídia. Eles gritam mais alto e fazem as reivindicações mais ultrajantes.

Eles invocam o "consenso", que é apenas a união de cientistas afins apoiando uma causa.

Esse autoritarismo tende a ocorrer na elite super educada. Li que a Alemanha nazista tinha mais doutores per capita do que qualquer outra nação. Não sou contra a educação, mas parece que as pessoas mais estúpidas são também as mais instruídas.

Então enquanto eles continuarem a chamar pessoas iguais a mim de "negadores" os chamarei de nazistas do aquecimento global.

Eu não comecei essa briga... eles começaram. Sim, alguém me provocou."

Hora para contra atacar os nazistas do aquecimento global


Roy W. Spencer recebeu o Ph.D. em meteorologia na Universidade de Wisconsin-Madison em 1981. Antes de se tornar o principal cientistas pesquisador da Universidade do Alabama, em Huntsville, em 2001, era cientistas sênior para estudos climáticos do Marshall Space Flight Center onde, com o Dr. John Christy, recebeu  Medalha de Realização Científica Excepcional, da NASA, pelo seu trabalho de monitoramento por satélites da temperatura global.

A pesquisa do Dr. Spencer foi inteiramente apoiada por agências do governo americano (NASA, NOAA e DOE). Ele nunca foi convidado por qualquer empresa de petróleo para realizar qualquer trabalho.