segunda-feira, 11 de março de 2013

A Espanha vai bem: menos CO2 e menos trabalho

Evolução do desemprego e das emissões de CO
"Menos cimento, menos carros, menos luz ... menos indústria ... menos trabalho ... pregação franciscana, por isso temos também menos emissões de CO2.

No entanto, em nome do Protocolo de Kyoto, que ainda não morreu de todo, e para preservar quem sabe determinados privilégios, o governo da Espanha está pagando milhões no exterior, agora para à Eslováquia, por  suas quotas de emissão. O ministro eslovaco do meio ambiente anunciou orgulhosamente por estes dias 27 milhões de quotas. Ele não disse quanto o governo espanhol pagou. (No mercado internacional a cotação esta entre 3 ou 4 Euros
)." Do blog CO2.


Com o estágio atual de desenvolvimento econômico e tecnológico em todos os setores, seja na energia, na indústria, na agricultura ou nos transportes somente com efeitos semelhantes ao de uma grande depressão na economia dos países médios, incluíndo o Brasil, e dos ricos as metas de emissão de CO2 serão atingidas. Caso contrário os mais pobres continuarão onde sempre estiveram. Para os cientistas do "consenso" e para o IPCC isto não importa.