domingo, 2 de dezembro de 2012

Amo o Greenpeace

Angry green donkey foi uma modesta contribuição...


É impossível não amar uma organização e seus membros por proporcionarem o festival de besteiras que assola o ambientalismo. São tão obcecados que simplesmente não prestam a menor atenção nos disparates que divulgam. Se nem a geografia importa. O quê dizer então da Física, da Química, da Geologia, da Matemática... O objetivo é único: aterrorizar!

Nathália Clark, que está acompanhando a COP 18, pelo Greenpeace, em Doha, salvou a minha tarde de domingo:

"Um amento de 600 metros no nível do mar e o fim da camada de neve do planeta. Isso é o que prevê o Serviço Mundial de Monitoramento das Geleiras, da Universidade de Zurich, na Alemanha, caso os países não consigam atingir a meta de diminuir em 2 graus Celsius o aquecimento global."

Isto é ou não o samba do verdista doido?

Somente uma universidade em Zurich, na Alemanha, chegaria a esta conclusão sobre o nível do mar subir 600 m. Será Al Gore o reitor?