quarta-feira, 21 de novembro de 2012

PSDB: Walter Feldman quer que as propostas apresentadas garantam os interesses das empresas de eletricidade



Tucanos da semana, olha que estamos apenas na terça, deputado Walter Feldman e o sociólogo Cláudio "não sou contra negociar com o crime organizado" Beato.

 
Não, não estava no site do professo Hariovaldo Almeida Prado, o eminente catedrático, um dos pilares do pró-conservadorismo humorístico inverso. Honorável decano da PUCUSP. Foi publicada no ninho tucano. Sobre críticas de sua excelência, o nobre deputado Walter Feldman, à MP 579, a da antecipação das renovações das concessões das elétricas. Com isto não restam dúvidas que eles pretendem concorrer com o ilustre mestre nesta área do engenho humano e abdicarem definitivamente da disputa eleitoral. Sonham agora superar em 2014 o Kibe Louco ou o Charges.

Para um país onde a oposição possui as propriedades de resistência e tenacidade equiparáveis a de uma mariola, sendo a de conformabilidade infinita, tudo que a situação pode pedir é que o PSDB permaneça como o principal partido opositor.

Walter Feldman faz críticas à MP da energia elétrica:

“O parlamentar alega que a MP foi imposta pelo executivo sem que fosse promovido um debate com a própria Comissão de Minas e Energia e outros setores envolvidos, como as empresas concessionárias e os estados geradores.”

“Feldman defende que as propostas sejam apresentadas de forma a garantir o interesse das empresas e não agredir o mercado.”

O partido da social democracia brasileira escolheu encolher ainda mais. Resta a dúvida: o tucano que postou o artigo trabalha em qual corretora ou banco de investimento?

Até hoje eles não aprenderam a criticar sem fornecer pesada munição para o lulismo. A incompetência na comunicação é abissal e universal. Como explicar ao eleitor que o partido defenda no país do menor custo de geração e das mais altas tarifas pagas pelo consumidor o interesse das empresas que fazem isto? Falam para 1% da população. O famoso um por cento que detém ações e investimentos no mercado financeiro. 

O outro tucano da semana, o sociólogo Cláudio Beato: Não sou contra negociar com o crime organizado!

Contar com estes exemplares da fauna para derrotar o PT é coisa de quem sequer entende piada.